Doutor em História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2001), com a tese intitulada Nicolau Chanterene e a afirmação da escultura do Renascimento na Península Ibérica, 3 vols.

Professor na Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, desde 1986; foi director da licenciatura em História da Arte na mesma faculdade durante seis anos. Atualmente é vice-director do ARTIS, centro de investigação em História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Membro da Academia Nacional de Belas Artes de Lisboa, desde 2015 e membro da Associação Portuguesa de Historiadores da Arte (APHA), tendo pertencido durante vários anos aos corpos sociais, nomeadamente como Presidente da Assembleia Geral.

A partir de 2018, director/coordenador da Red Cooperativa de Estudos de Arte Tardo Gótica, estrutura internacional de investigação que envolve 4 países da UE (Portugal, Espanha, Itália e França) e várias universidades, das quais se destacam a de Lisboa, Sevilha, Palermo, Cantábria e Zaragoza, todas participando com projectos de I&D financiados.

Investigador responsável ou co-investigador responsável em vários projectos de investigação, quer em Portugal quer em Espanha; participou igualmente em mais de uma dezena de projectos de investigação como investigador no âmbito da história da arte do Tardo-gótico e do Renascimento, história da arquitectura assistencial (em Portugal e no Brasil) e do colecionismo artístico.