Beatriz Lobato

Graduanda em Arquitetura e urbanismo, bolsista de extensão no Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural (LAMEMO) da Universidade Federal do Pará.

Vera Magalhães

Licenciada em História. Mestre e doutorada em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Colaboradora no Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património (CEAACP) afeto à Universidade de Coimbra e membro do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL). Investigadora com trabalhos publicados no âmbito da arquitetura hospitalar e da assistência dispensada pelas Misericórdias, destacando-se o volume O Hospital Novo da Misericórdia de Viseu. Assistência, poder e imagem.

Fernando Grilo

Doutor em História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2001), com a tese intitulada Nicolau Chanterene e a afirmação da escultura do Renascimento na Península Ibérica, 3 vols.

Professor na Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, desde 1986; foi director da licenciatura em História da Arte na mesma faculdade durante seis anos. Atualmente é vice-director do ARTIS, centro de investigação em História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Membro da Academia Nacional de Belas Artes de Lisboa, desde 2015 e membro da Associação Portuguesa de Historiadores da Arte (APHA), tendo pertencido durante vários anos aos corpos sociais, nomeadamente como Presidente da Assembleia Geral.

A partir de 2018, director/coordenador da Red Cooperativa de Estudos de Arte Tardo Gótica, estrutura internacional de investigação que envolve 4 países da UE (Portugal, Espanha, Itália e França) e várias universidades, das quais se destacam a de Lisboa, Sevilha, Palermo, Cantábria e Zaragoza, todas participando com projectos de I&D financiados.

Investigador responsável ou co-investigador responsável em vários projectos de investigação, quer em Portugal quer em Espanha; participou igualmente em mais de uma dezena de projectos de investigação como investigador no âmbito da história da arte do Tardo-gótico e do Renascimento, história da arquitectura assistencial (em Portugal e no Brasil) e do colecionismo artístico.

Raúl Villagrasa-Elías

Contratado predoctoral del Instituto de Historia (IH-CCHS) del Consejo Superior de Investigación Científicas y doctorando de la Universidad de Zaragoza. Su principal línea de investigación y su temática de tesis doctoral es el renacimiento hospitalario en los territorios hispánicos en los siglos XV y XVI, trazando una comparativa del fenómeno entre los diferentes reinos peninsulares. Sus primeras publicaciones evidencian su interés por el desarrollo de la red hospitalaria medieval en el Reino de Aragón. Actualmente está adscrito al proyecto “Scripta manent II: Conservar para dominar: el archivo nobiliario de los Velasco”.

Annemarie Kinzelbach

Annemarie Kinzelbach is a historian. Her main area of research is the society in German Imperial towns and territories from the 14th to the 18th centuries. She published “Gesundbleiben, Krankwerden, Armsein in der frühneuzeitlichen Gesellschaft” in 1995, a comparative case study on the interdependence of medical culture, poor-relief and health-care in the environment of early modern cities. Her articles include studies on early modern medical professions, on hospitals, the impact of epidemic disease (pestilence, French disease, leprosy), the meaning of medical concepts in early modern societies, gendered health care, the early modern medical market, practising medicine (based on the journals of a doctor in early 18th century Nuremberg), a medical doctor’s practice and the culture of the learned, the interrelation between medical practice, therapy and medical knowledge. Most recent studies focus on the social meaning of medical practices such as post-mortems, and the interrelation between every-day policy and health care in the Holy Roman Empire. A monograph, published in 2016, describes the interplay of political and cultural tasks and the representation of artisanal surgeons.